• Sofia Botelho

Diário Têxtil | 2021


Um novo ano começou (bem-vindo, 2021!) e eu aproveitei para reformular o meu diário têxtil. Pretendo aproveitar o que deu certo no formato do meu diário do ano passado e testar algumas novas ideias. Ao longo de 2020 recebi várias fotos e tive o prazer de ver presencialmente diários de diversas tricoteiras e crocheteiras. Foi muito interessante observar como todas fizeram suas anotações dos projetos, ideias e estudos, pois cada pessoa tem soluções diferentes para manter o seu diário. Dessa troca, pude pensar e reformular o meu próprio diário para que em 2021 ele continue registrando os meus passos no universo das manualidades e a história de cada projeto criado por minhas agulhas. Se você ainda não sabe muito bem o que é um diário têxtil, neste post eu explico em detalhes.


Para customizar a folha de rosto do meu novo diário, procurei tutoriais da Shayda Campbell, uma artista que se dedica a ensinar ilustração, aquarela e desenho no Youtube. Há algum tempo me deparei com o trabalho dela e me senti muito inspirada pela forma como ela customiza o seu journal. Pensei logo em adaptar algumas de suas ideias para o diário têxtil. A primeira delas foi a folha de rosto com o corte conhecido como "Dutch Door" (ou "porta holandesa"), um corte que revela parte do que está nas páginas seguintes. No canal, a Shayda mostra como fazer uma "porta holandesa" integrada com ilustrações de diferentes maneiras. Neste vídeo aprendi a desenhar as flores que ilustram a folha de rosto. Escolhi uma fonte interessante no site do Google Fonts e copiei o texto à mão. Finalizei aplicando algumas washi tapes e fiquei bem feliz com o resultado.

O próximo passo foi criar uma página que sempre quis ter no meu diário têxtil: a lista de desejos. Certamente vocês devem passar pelo mesmo dilema que eu: a vontade de fazer infinitos projetos. Às vezes podemos ficar um pouco ansiosas com a quantidade de projetos que vemos nas redes. Por isso, eu sempre quis organizar de alguma maneira os projetos que mais desejo fazer. Assim, criei a página da "lista de desejos" no diário. Selecionei os projetos mais cobiçados e anotei o nome de cada um em pedaços de washi tapes. Vou testar esse formato pois quero que minha lista de desejos seja bem versátil de forma que eu possa tirar, reorganizar e incluir novos projetos ao longo do ano.

A minha lista de desejos não inclui os projetos que comecei ano passado e que já estão em andamento, como o meu Xale Veredas, receita da Amanda Ourofino, e o Gorro Stella, da Pris Lopes. A página destes projetos já foi criada no meu diário do ano passado e vou seguir anotando o prosseguimento por lá. Além disso, como falei, ela não é uma lista estanque nem definitiva: certamente vou lembrar de outros projetos, e talvez algumas receitas que estão nela não serão concretizadas. Entretanto, só o ato de selecionar, categorizar e definir os projetos que quero fazer já me proporcionou certa tranquilidade.

Lista de desejos

{ observação: caso você tenha se interessado pelos projetos da Blusa Renata ou da Bolsa da Primavera, a Vivi Basile está oferecendo neste trimestre cursos on-line para ensinar a tecer esses projetos. Aqui você pode acessar a agenda de cursos da Casa da Vivi. }


A próxima página do meu diário têxtil é a página dos projetos que eu quero criar e desenvolver este ano. Já comecei a preenchê-la com algumas ideias que estão fervilhando por aqui. E assim o meu diário está pronto para as peças que irão tomar conta das minhas agulhas este ano. Estou bem animada com a visão de projetos em crochê, tunisiano, tricô e bordado. Entretanto, sigo bem consciente do meu tempo e das minhas possibilidades e sei que nem todos os projetos sairão do papel. Ainda assim, é tão bom ter um norte para nos guiar, não é mesmo?


Feliz de seguir em 2021 anotando minha trajetória feita à mão em meu diário têxtil.

Espero que você também se inspire a escrever um diário têxtil este ano!


Com carinho,

Sofia


62 visualizações

©2020 por Ateliê Ítaca.

Todas as fotos e textos publicados são produzidos por Sofia Botelho, do Ateliê Ítaca, exceto quando sinalizado.